28 março, 2012

26 março, 2012

Estranho


Nem tudo que é estranho causa repulsa
Muito pelo contrário, atrai ainda mais
Desperta a curiosidade
Aguça alguns sentidos outrora adormecidos
O estranho às vezes é simplesmente extraordinário
Ou então está lá para ser admirado
Singular
E de tão alheio passamos a querer,
Vira atração

25 março, 2012

23 março, 2012

Mesmo Sozinho

Sozinho mesmo que acompanhado
Estranho, mas parece que você esteve aqui
Esteve por um longo período
E já não está mais
Mas ainda é possível te sentir
Mas quando esteve parecia que estivesse longe
Distante de mim
Acho que nunca esteve
Nunca foi minha
De fato, nunca
Sempre fui só
Sozinho comigo mesmo
Estou feliz
Mesmo sozinho
Mas sinto saudades
Do seu sorriso de manhã
E do quarto tão desarrumado
Por que você foi pra tão longe?
Espero que esteja feliz
Não vou mais ficar pensando
Se tivesse sido contrário
Estou feliz!

15 março, 2012

Sinceramente...



Em todos estes 25 anos de vida, a sinceridade só me trouxe duas coisas
Verdadeiros amigos
E grandes desafetos
Os amigos são verdadeiros por aceitarem esse meu jeito controverso de ser
Os desafetos são grandes por não concordarem com esse meu mesmo jeito e falar isso na minha cara
Mas todos os amigos são verdadeiros
É pena que nem todos os desafetos sejam grandes
Por que, sinceramente...
Eu não tô nem aí para o que ambos pensam de mim!

11 março, 2012

Por ela


E tenho por ela um amor sincero
Diferente desses aí
Esses que surgem do mesmo modo que somem
Um amor aberto, franco
Leal
Sem frescuras e nhem, nhem, nhens
Bonito
Um amor assim, daqueles difíceis de explicar
Complicados de entender
Impossíveis de não amar

06 março, 2012

Tudo mudar

E se de repente tudo mudar?
Melhorar
Voltar a ser como antes
Se tornar o que nunca foi
Ou ser o que sempre se esperava que fosse
Surpreender
Por que não tentar?
O que você tem a perder?

03 março, 2012

Números

Desses 9340 dias
Resolvi destacar alguns importantes
Não sei exatamente o grau de relevância deles, mas alguns mudaram completamente o rumo da minha história, ou fizeram ela ser mais feliz.
Como nos mais de 3400 dias em que convivo com um cachorro Labrador preto, que me tira do sério, mas que em mais de três mil dias me fez sorrir.
Mas desses tantos, destaco, hoje, apenas os mais recentes
Há 472 dias acontecia o mais feliz de todos esses mais de 9300
Há 381 cumpri uma etapa de vida que pensei que iria mudar para sempre o resto dela
Há 419 dias estou sentando neste quarto sem ter o que fazer
Sem saber o que fazer, nem como fazer
E até hoje eu não sei o por quê
Há 271 meus dias são mais alegres
Consegui um motivo para sorrir
Há dois tudo isso aí acima perdeu o sentido.

02 março, 2012

Why you're so sad?

O que é um palhaço que não pode sorrir?
Às vezes a vida fica tão triste...
Às vezes nós é que complicamos tudo
Às vezes
Estou tão triste
E não sei o porquê
Estou meio distante
Sozinho
Onde está você agora?
Cadê a felicidade?
Preciso de você como nunca precisei de nada em minha vida
Estou tão triste
Você pode me ajudar?
Traga o sorriso do palhaço novamente, mesmo que só um pouquinho.

01 março, 2012

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra
Um equilíbrio lógico
A tão sonhada calmaria
O ponto de paz
A tranquilidade que o som das águas cessa
Longe da tormenta
Distante da calmaria
Imóvel tal como as rochas
Olhando tudo que a vida me deu
E eu não soube viver
É pena!